Revista de Ciência Elementar

Enzima de restrição

Autor: Catarina Moreira

Editor: José Feijó

Resumo

As enzimas de restrição (ou endonucleases de restrição) são enzimas que cortam o DNA em locais específicos. As enzimas reconhecem determinadas sequencias nucleotídicas do DNA e fragmentam a molécula sempre que identificam essa sequência, produzindo extremidades coesivas.

As enzimas de restrição foram descobertas em bactérias que resistiam à infecção dos vírus (bacteriófagos) produzindo enzimas que seccionavam o DNA viral, fragmentando-o em porções inofensivas.

As enzimas actuam quando identificam determinadas sequencias especificas – locais de restrição – geralmente compostas por 4-6 nucleótidos. As enzimas cortam as ligações entre o grupo hidroxilo 3’ de um nucleótido e o grupo fosfato 5’ do nucleótido adjacente. As extremidades das cadeias seccionadas – extremidades coesivas – quando contactam com outras resultantes da acção da mesma enzima podem emparelhar por complementaridade.